Passar para o Conteúdo Principal

Vila Nova de Cerveira é o 3º município mais transparente do país

Transparencia 1 980 2500
11 Abril 2018

Vila Nova de Cerveira voltou a subir no ranking global do Índice de Transparência Municipal (ITM), ocupando agora o 3º lugar a nível nacional, entre os 308 municípios avaliados. Os resultados referentes a 2017 foram tornados públicos esta quarta-feira, 11 de abril.

Promovendo a qualidade da gestão municipal em Portugal, a Associação Cívica de Transparência e Integridade avaliou, uma vez mais, a informação disponibilizada aos munícipes nas páginas de Internet das câmaras municipais. Pelo terceiro ano consecutivo, Vila Nova de Cerveira mantém-se no top 5 dos municípios portugueses mais transparentes, tendo alcançado a 3ª posição a nível nacional, e o 1º lugar de âmbito distrital.

O edil cerveirense sublinha que este resultado é o reconhecimento da política baseada no humanismo, na proximidade e na cidadania ativa. “Com uma gestão autárquica centrada nas pessoas, a relação Município-Munícipe tem sido amplamente trabalhada através do conceito de autarquia de ‘porta aberta’, e da implementação de ferramentas de desburocratização e informatização que torne a atividade municipal acessível e transparente para todos”, afirma Fernando Nogueira, deixando um agradecimento ao empenho e colaboração dos funcionários da autarquia.

Recorde-se que Vila Nova de Cerveira protagonizou, em 2015, a subida mais significativa do Índice de Transparência Municipal, ao ter galgado da 287ª posição, em 2014, diretamente para o 5º lugar. Em 2016 subiu mais uma posição (4º) tendo, este ano, alcançado o 3º lugar do pódio, com um índice de 90.25 em 100, num ranking liderado pelas autarquias de Alfândega da Fé e de Vila do Bispo, empatadas com o índice de 90,66 pontos.

As pontuações do ITM resultam de uma avaliação da informação de acordo com 76 indicadores, agrupados em sete dimensões com pontuações diferentes: Informação sobre a Organização, Composição Social e Funcionamento do Município; Planos e Relatórios; Impostos, Taxas, Tarifas, Preços e Regulamentos; Relação com a Sociedade; Contratação Pública; Transparência Económico-Financeira; Transparência na área do Urbanismo.