Passar para o Conteúdo Principal

“Excelente colaboração” entre Autarquia e Misericórdia agiliza requalificação do edifício do Jardim de Infância

Img 9030 1 980 2500
07 Setembro 2017

O Município de Vila Nova de Cerveira vai comparticipar, até ao limite de 143 mil euros, a obra de requalificação do edifício do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia do concelho, cuja candidatura foi aprovada pelo Fundo Rainha D. Leonor com uma verba de cerca de 135 mil euros para um investimento previsto de 250 mil euros (mais IVA). Protocolo de colaboração financeira foi formalmente assinado, esta quarta-feira, com as entidades envolvidas a realçar a importância da intervenção em prol de um “maior conforto, bem-estar e segurança das crianças”.

Como forma de fazer face ao investimento global, e após procurados outros instrumentos de financiamento externos, a autarquia cerveirense aprovou, por unanimidade, em reunião de câmara de agosto, a atribuição de um apoio financeiro complementar ao Fundo Rainha D. Leonor disponibilizado, bem como conceder todo o apoio técnico e logístico indispensável à viabilidade do projeto e consequente execução dos trabalhos no edifício em causa.

“A Câmara Municipal olha com muita atenção para todas as IPSS’s do concelho, pois prestam um serviço muito importante em diversas valências. Desde o início do mandato que temos acompanhado o excelente trabalho desenvolvido pela Santa Casa e, apesar das dificuldades financeiras existentes, sempre acreditamos que era possível, e aqui está um bom exemplo. Esta parceria é para os mais pequeninos e, consequentemente, para apoiar os agregados familiares, oferecendo um serviço com mais qualidade, conforto, bem-estar e segurança”, disse o edil cerveirense, Fernando Nogueira, acrescentando: “Mantém-se a preocupação com as outras valências da Santa Casa, nomeadamente o Lar Maria Luísa e o património classificado como o caso da Igreja da Misericórdia que, em conjunto com a Mesa, vamos estar atentos para o surgimento de oportunidades de financiamento que visem a sua valorização, recuperação e requalificação”.

Já o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira começou por classificar o ato simples, mas cheio de significado “que ficará para o registo da instituição como um marco histórico”. “Depois de uma fase em que incutimos disciplina máxima, em que as dificuldades financeiras não evaporaram mas estão a ser dissipadas, entramos na era do investimento. Desde o início tivermos abertura e atitude extraordinária do Sr. Presidente da camara municipal, e mantido uma excelente colaboração. A presente intervenção é de extrema importância, porque esta valência é uma das duas existentes no concelho e a única na sede do concelho. Imperava dotar o equipamento de melhores condições para crianças e colaboradoras”, afirmou Rui Cruz.

Com 38 anos de existência, as instalações do Jardim de infância da Santa Casa acusam não só o desgaste, como também a necessidade de ampliação para fazer face à lista de espera (passar das atuais 48 crianças para 60) e de introduzir mecanismos mais atuais no modo de funcionamento.

Com um prazo de execução de quatro meses, os trabalhos arrancam até ao final do ano. Para além da pintura, de reorganização de espaços, da aquisição de mobiliário e dos arranjos exteriores, a intervenção vai aplicar uma cobertura impermeabilizante e painéis solares, contribuindo para a racionalização de custos diários.